Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 16 de janeiro de 2011

Talvez



Talvez eu acorde hoje.
Talvez as luzes se apaguem quando o dia nascer.
Talvez esse brilho eu nunca mais verei.
Talvez, é claro.
Talvez as crianças têm crescido rápido demais.
Talvez a inocência foi devorada pelo senso comum dos pais.
Talvez nem aja infância mais.
Talvez, é claro.
Talvez o mundo esteja mudando.
Talvez o mistério esteja nesse ou em outro plano.
Talvez eu sinta orgulho de ser humano.
Talvez, é claro.
Talvez a verdade seja cega, surda e muda.
Talvez nossa vontade de querer saber demais nos presenteie com grandes cicatrizes.
Talvez seremos os novos velhos eternos aprendizes.
Talvez, é claro.
Talvez eu não esteja mais vivo quando finalmente o meu sonho se realizar
E o meu mundo voltar a ser um mundo.
Talvez eu seguirei com toda a felicidade
Em saber que deixei rastros dessa mudança por aí,
Tão belos e imprevisíveis quanto os "Talvez" que vivi.
Com certeza, é claro.


® Saulo Ribeiro