Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Sombras e vento



O mundo me enche de certezas, depois me cobre de dúvidas. Eu queria saber aonde estão as respostas. Aonde estão as palavras que meus ouvidos tanto procuram ouvir? Aqui dentro dessa casa velha, envolto dessas paredes rachadas de lembranças, eu vejo todos lá fora vivendo, amando, sofrendo, morrendo. Eu sei que as luzes dessa cidade me encantam. Eu sei que as luzes dos seus olhos me encantam mais. Tudo parece estar apagado quando eles se abrem. É como se eles fossem minha única luz, minha única saída.
Mas do que estou fugindo, para me refugiar na luz deles? Estou fugindo da minha própria sombra, esperando que uma luz maior possa apagá-la de mim. Eu vejo a vida passando, me dando a mão pra me levar junto dela, ás vezes eu prefiro me rebelar. Eu ainda vivo no meu casulo, preso na mesma árvore de pensamentos que me alimentei quando era uma lagarta. Eu preciso voar, descobrir outras árvores. Por que você não se torna o vento e me leva daqui? Já que sou tão pequeno, tão leve, então leve.
Eu sinto frio. Sinto frio no inferno.



® Saulo Ribeiro


quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Energia viva.


Desde a existência, lidamos com uma energia até então desconhecida. Algo que não podemos explicar, mas sentir. Uma energia que provém da infinita luz que é o universo. Ao longo dos tempos, algumas pessoas foram descobrindo a existência dessa energia. Chamamos de "lei da atração".
Nós somos energia, nós estamos dentro do universo, logo, a nossa energia e a energia do universo é a mesma. Somos um. Todos nós somos parte de todos nós. Uma das coisas que precisamos saber sobre a lei da atração é que semelhante atrai semelhante. Se você é energia e deseja o mal ao próximo (que também faz parte do universo, logo, tem a mesma energia que a sua) você estará SE desejando o mal, pois a energia que você está atacando é na verdade a sua.

Para utilizar sua energia universal a seu favor, tenha primeiro a certeza de que:

- Acredite de verdade que tudo o que você quiser, o universo trará até você.
- Você se torna tudo aquilo que você pensa. E seu pensamento é real, assim como tudo o que há em sua volta (que se originou do pensamento também).
- Seja grato a tudo que tem. Pense sempre que tem mais do que o suficiente. Isso atrairá coisas boas para você.
- Exclua o "não" de seus pensamentos. "Eu não consigo", "Eu não posso", "Eu não sou". Isso, pela lei da atração, só trará pensamentos negativos e as coisas certamente vão piorar. Nunca se esqueça: Semelhante atrai semelhante.
- Se você pensa positivo e acredita realmente no que pensa, a energia universal se voltará a realizar o que acredita.
- A sua realidade irá te fazer se sentir limitado, porém esqueça o que vem dela e concentre-se no que vem de você. A realidade é como uma correnteza de um rio e você está nadando contra a corrente por aquilo que acredita. A sensação de nadar contra a corrente te dará cansaço, assim como a realidade. Mas você não pode se sentir assim, afinal, se o cansaço vem da realidade que te atinge, quer dizer que você não a esqueceu e não está concentrado em você.
- Procure rir sempre. Quem ri deixa a felicidade tornar seus problemas pequenos e fáceis de resolver. Além de mudar todo o fluxo de energia de si mesmo, e tornar sempre sua energia a seu favor.

E a última coisa é: Peça, acredite, receba.
Peça algo que você realmente quer a você mesmo. Acredite realmente que isso é seu. Sinta a sensação de felicidade que você terá recebendo o que deseja. E por fim, você mudou a energia universal e o universo trará circunstâncias, moverá pessoas, fatos, para você receber o que pediu.

Muitas pessoas mudaram suas vidas depois que descobriram isso. E depois de tudo só tiveram a certeza de que:

"Nada é impossível, pois o impossível é um problema tão pequeno. Só precisamos rir."



Saulo Ribeiro.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Infinito.


Era uma vez o universo. Era duas vezes o universo. Era infinitas vezes o universo. Entre todo o mistério, habitam seres que vivem para desvendá-lo. Se o universo é infinito, e nós fazemos parte dele, logo somos infinitos também. Nós nos transformamos. Nós seguimos esse ciclo misterioso que nos envolve. Ás vezes me pergunto como as pessoas conseguem viver sem enxergar esses imensos detalhes. Esse é o lado ruim da cultura. É interferir nos princípios de cada um desde que nascem. Então as pessoas criam monstros para poder dominá-las. Criam falsas idéias de que o mundo gira em torno de um sentimento passageiro chamado felicidade. A felicidade é importante, mas a felicidade não faz a vida como um todo ter sentido. O universo mental é tão infinito quanto o universo "físico". Talvez ambos sejam a mesma coisa. Talvez. 
Você se acha dono da razão? Você é um, entre milhões de pessoas de um planeta que fica entre milhões de galáxias que ficam entre milhões de dimensões que se encontram em milhões de universos ou mais... e você se acha dono da razão? A razão vem daquilo que nós não conseguimos explicar, mas apenas sentir.

Sinta você, sinta o mundo, sinta o infinito... já que a única razão de tudo vem dele.



® Saulo Ribeiro

terça-feira, 10 de julho de 2012

Será que o amor é cego?


Um certo dia, um garoto cego, que era isolado pela sociedade por ser cego e feio, se apaixonou por uma garota cega, mas muito bonita. A menina em seguida se apaixonou pelo garoto, porque ela achava ele a pessoa mais incrível do mundo, dono das palavras mais incríveis. As pessoas, vendo os dois juntos, se perguntam "como pode uma menina tão bela namorar um cara feio desse jeito? só pode ser cega mesmo."
Mas esse é simplesmente o detalhe que faz toda a diferença. As pessoas limitam seus sentimentos, por causa da visão. Elas escolhem a dedo a quem amar, e depois tentam a sorte com o objetivo de serem correspondidos. Elas preferem "amar" com os olhos do que com o coração. Mas se você fechar os olhos por algum tempo, e simplesmente sentir, você encontrará o verdadeiro significado do amor. Não é que o amor seja cego, como nos ditados, mas o que acontece é que as pessoas que são cegas e jogam a culpa no amor. Enquanto algumas tem visão e não sabem amar, porque vêem e julgam antes de sentir, outras não tem visão e simplesmente amam, porque não precisam julgar pra poder sentir.
Se o mundo amasse com o coração ao invés dos olhos, talvez não existisse padrões de beleza, talvez não existisse essa enorme e injusta diferença, que tira a sua oportunidade de amar as pessoas pelo que elas são. Todos merecem amar e serem amados. Ás vezes as pessoas que você mais julga, podem ser as pessoas que mais lhe entendam, que mais queriam estar perto de você.

feche seus olhos, abra seu coração. 




® Saulo Ribeiro

sábado, 28 de abril de 2012

Você não é sua pele.


Eu me pergunto o por quê do amor nunca chegar até mim. Todas as coisas seguem um ritmo só, e parece que sempre vai ser assim. Pessoas procuram seus grandes amores, escolhendo a dedo. Maldito padrão criado para me deixar distante ainda do que eu nunca tive. Eles não querem saber como foi sua vida, como você lutou pra estar aonde está, quantas cicatrizes e quantas lágrimas você já teve que enfrentar. Eles não querem ver o seu rosto deformado de sabedoria. Eles simplesmente não enxergam o anjo que está vivendo no dentro do seu coração. Existe algo invisível que te impede de ter oportunidade. Você sabe, que você é bom demais pros outros, e isso particularmente é sua maior força e sua maior fraqueza. Ás vezes não entendo. Me pergunto "mas que porra eu estou fazendo aqui? nesse mundo que vive intensamente do outro lado da janela, enquanto eu apenas observo sozinho a vida lá fora." Eu queria também poder entorpecer meu coração de sentimentos, respirar com um motivo a mais por respirar. Depois de 20 anos, estou aqui escrevendo essas tão sofridas palavras, para que algum dia alguém possa, talvez, ler. Eu descobri que tenho medo de dar carinho para as pessoas. Sempre penso que posso estar sendo um incomodo pra elas. que ao dar um abraço apertado, elas não querem dar o mesmo a mim. Se você pudesse ver o que eu vejo, se surpreenderia também. Eu não quero ser julgado por minha suposta beleza ou feiura. Quero dar olhos aos que não me enxergam. Mostrar que nem todas as pessoas estão do mesmo lado da corrente. Eu não sou minha pele.





® Saulo Ribeiro

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Alive Legend

Nascemos num lugar novo, velho, familiar, estranho, real. Crescemos sobre o mesmo chão e respiramos o mesmo ar. Somos únicos, e somos feitos de nossas histórias. Elas nos fazem ser finalmente nós. O tempo existe pra que essas histórias aconteçam. E não importa quanto tempo passar, cada história de cada ser único nesse planeta, é lendária. E tais histórias se passam aos nossos olhos a todo momento. Vivemos para criar nossas histórias, e as cultivar para que um dia elas possam ser eternas. Pois um dia todos irão embora, mas suas histórias, suas vidas, estarão ecoando por este mundo. Todas as pessoas sofrem, amam, morrem mesmo ainda estando vivas, e renascem, continuam. Tudo o que existe em você, faz de você uma lenda. Nós somos lendas vivas, e estamos escrevendo e vivendo nossas histórias AGORA.

Saulo Ribeiro | Sérgio Renhe | Hérick Honame | Camila Marieta | André Luiz

| Alive Legend |

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Renascer de um velho mundo.


O tempo passa, a vida fica pequena diante das horas e dos dias. Tédio, rotina, preguiça, tudo igual. Acordar para viver o mesmo dia todo dia. Um ciclo vicioso. As pessoas parecem tão monótonas, meus olhos parecem tão cansados. Eles procuram algo antigo, mas que seria uma grande novidade num momento como este. Conheci o caminho ''errado'' e percebi que não há erro em fazer o contrário do que todos dizem que é ''bom''. Somos feitos de escolhas. Nossa vida é um labirinto cheio de decisões sobre qual caminho tomar, para achar a verdadeira saída. Eu particularmente aprendi muito com as minhas decisões, e todas elas tem um valor enorme, independente de quais sejam. Depois de ter provado desse outro lado, comecei a sentir aos poucos as coisas voltando em mim. Minha inspiração, minha vontade de inovar, de fazer algo novo, continuar meu livro, minhas letras, minhas músicas. Meu velho e amado mundo está voltando. Como é bom poder estar em casa novamente, depois de se perder em mundos alheios. Respirar agora não é sobrevivência. É vivência. Pois o tempo não está me matando, e sim, eu estou matando ele. Uma boa energia circulando pelo ar, uma calmaria, um brilho que acho que só eu posso ver nesse momento. Talvez isso seja a felicidade. Ela estava em mim o tempo todo e não me dei conta. Doce felicidade que me completa, que me faz renascer, depois de tantas e tantas mortes minhas, todos os dias. Obrigado.

® Saulo Ribeiro