Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Zero.


As vezes conquistamos nossa liberdade, nos prendendo a coisas que nos dão a sensação de liberdade. Não importa quais os fins, eu sei, tudo o que você quer é fugir um pouco da realidade. E aquilo que mora dentro da realidade é o mundo. O seu mundo. Você tenta fugir do seu mundo, mas o seu mundo sempre te segue por onde quer que você fuja. Dentre muitas soluções, uma delas é fugir junto com seu mundo. Fugir pra algum lugar onde a realidade e os sonhos sejam uma só coisa.
A realidade é nosso remédio e o nosso veneno. Ela nos causa alegria e medo ao mesmo tempo. Ultimamente andei perdendo meu rumo. Me deitei nos braços do meu inimigo e ali descansei confortavelmente. Estou me perguntando se ganhei ou perdi. Se dou um sorriso ou me arrependo amargamente.
Dai começo a entender, que a minha vida não é tão ruim quanto eu achava. A vida das pessoas se baseia nas impressões que cada uma leva da vida. Eu posso ser mil eus para mil pessoas ao mesmo tempo. Cada uma me verá de forma diferente. Devo ser eu. Devo ser mil eus ou mais, a cada segundo que me antecipa da morte.
Eu vejo estampado nas ações de muita gente, o instinto. Agir por emoção totalmente sem manter a razão ás vezes pode ser um erro irreparável. E vice versa. Há infinitas verdades voando pelo mundo, muitas delas se tornam verdade pela emoção (fé) e muitas pela razão (ciência).
Mas eu te digo, a neutralidade me fascina. Ser o ponto nulo, o zero, o peso exato que equilibra a balança da sua mente.

Sonhos são só sonhos, então comece a agir. Mas aja na realidade, através de um sonho, até que os dois possam colidir. Até que algo que você nunca viu, possa acontecer.

A gente vive só 9 meses, o resto a gente morre. Um mundo novo nascerá, em algum lugar. Esse novo mundo tão desconhecido e tão familiar ao mesmo tempo, se chama "Você".

® Saulo Ribeiro