Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

...



Eu só escrevo pra quem quer me ler. Quem não quer, dê o fora daqui.
Venho me perguntando se eu devo aguentar as pessoas e ama-las como são, sem em troca amado ser, e sim, apunhalado ser. Me pergunto onde está a razão 'invisivel' que defende essa tese. Pelo visto não achei, pelo visto ninguém achou.
Por que tenho tanto nojo de gente que banaliza a própria vida? Por que odeio gente que se acha, ou que quer ser popular pra se sentir no centro das atenções e tentar ser mais que os outros? Por que odeio caras marrentos, sabixões, que só querem ser os 'tais' pra pegar mulheres 'idiotas' iguais a eles, e que na verdade não tem o senso do ridiculo, e muito menos um cérebro, pra pelo menos chegar a ter o senso do ridículo?

São tantas perguntas, mas só uma resposta.
"Pessoas".

Porque difamam o mundo?
Porque todo mundo diz "o mundo é uma merda", se na verdade quem é uma merda são as pessoas que vivem nele?
Porque não sair do padrão e tentar valorizar a sua existência pelo menos uma vez na sua vida?
Porque precisamos errar pra depois aprender, perder pra depois dar valor?

Porque esse chão sagrado ao qual vivemos, é palco de tanta chacina e tanto pecado?

Porque, meu Deus? Porque?
Quer salvar o mundo? Salve-se.


Saulo Ribeiro.

Nenhum comentário: